terça-feira, 29 de maio de 2012

VERSOS CARNAIS



Vem
Rasga teus versos
Desconstrua formalismos
Dispa-se de ética
Seja moral ou poética
Desnude a alma
Arranhe a carne
Dilacere a dialética
Venha profana
Ardente, delirante
Duetos carnais
Em verso e prosa
Corpos que escrevem
Doces linhas sensuais
Misture em nós
Todas as tuas sílabas
Quero explorar tua derme
Em ti escrever belos trechos
Me perder na tua simetria
Unir os corpos
Sermos perfeita sinonímia

(DANIEL)

Você pode copiar, exibir, distribuir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite Daniel, São Paulo, SP). E que o mesmo seja avisado. Você não pode fazer uso comercial dessa obra e nem criar obras derivadas sem prévio consentimento

4 comentários:

  1. muito bom, seus poemas sempre tao sensuais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado querida, os sensuais sempre saem mais facilmente para mim...Beijos com carinho

      Excluir
  2. Sou o cara que tenta fazer poemas fodas...rs...Obrigado queridona

    ResponderExcluir